Posted by on ago 13, 2015 in

Animação. 90′ – 2020

SINOPSE: Tomado pela sinceridade dos defuntos, Brás Cubas volta do além para nos assombrar com suas memórias, neste retrato impiedoso de um Brasil mais atual do que poderíamos supor.

Brás Cubas volta do além em busca de algum sentido retroativo para uma existência de negativas. Não amou. Não foi pai. Não encontrou a glória pública. Ainda assim, em suas memórias póstumas relembra e reinventa tentativas sublimes, ilustradas com a ironia e a sinceridade dos defuntos, assombrando o mundo dos vivos com um retrato impiedoso de si mesmo, do Brasil e da miserável condição humana.

Sobre o projeto

Livremente inspirado na obra homônima de Machado de Assis, o longa de animação está em fase de captação, tendo sido selecionado para o pitching do Fundo Setorial do Audiovisual e do BNDES de 2013, e novamente para o do FSA de 2014. O projeto foi reformulado e já está concorrendo novamente na edição de 2015 do FSA.

Uma referência de uso da luz muito presente no projeto que queremos realizar é o filme Milch, de Igor Kovalyov.